Novidades, Pet

Bafo do cachorro e a saúde do seu Pet

bafo cachorro pet.jpg 0002 pet

Seu cachorro tem um hálito terrível? O aclamado bafo de onça pode ser resultado da ausência de higiene oral. Então, novamente, pode muito bem ser um efeito colateral dos problemas médicos do seu animal de estimação. A respiração sólida é a principal indicação de doença periodontal. Doença que pode causar danos aos dentes e agravamento ao coração, rins e fígado.

Essa fratura é mais normal em caninos com mais de três anos de idade e é provocada pelo desenvolvimento de organismos microscópicos. Como resultado, ocorre uma desintegração dos tecidos que auxiliam os dentes, como a gengiva e o osso alveolar.

Bafo e a doença periodontal

Melhor ser o mais cuidadoso possível. Este é o ditado que mais se aplica na presente circunstância. A escovação e os cuidados com a limpeza oral evitam que seu pet adoeça mais tarde.

Muito parecido com nós, algumas doenças caninas são sutis, pois são causadas por microorganismos dentro da boca. Nestes casos, o “bafo” é o sinal solitário em que se sente que algo não está bem com o pet.

Em circunstâncias em que o cheiro está disponível de maneira controlada, a escovação pode ser a resposta para o problema. Tornando a “respiração” do bichinho incessante e mais extrema, sugere-se uma visita ao veterinário. Vale ressaltar que o teste oral normal pode analisar doenças com antecedência, ampliando as chances de tratamento sem complicações.

bafo cachorro pet.jpg 0000 pet 02
Os cachorros com mais de três anos de idade estão fadados a contrair a doença periodontal, assim como os cachorros de pequeno porte. Atente-se para sinais como análises dentais (tártaros), salivação desnecessária, dentes situados inadequadamente ou problemas para morder, engolir ou comer.

Quais são os perigos para seu pet?

Com apenas o desenvolvimento do tártaro, a limpeza dos dentes é a metodologia ideal e deve ser finalizada por um especialista. Nos casos mais sérios decorrentes da coleta de organismos microscópicos, deve haver uma determinação clínica para iniciar o tratamento.

A presença de um corpo desconhecido pode causar danos incríveis à criatura, causando um agravamento próximo ou irritação em diferentes órgãos. Sendo inflamação local, o artigo é retirado e seguido de receita. Às vezes, a extração do dente ou o tratamento com um veterinário experiente é vital.

No caso de haver tumores, a histopatologia é fundamental (reconhecer o tipo de tumor). Se houver ocorrência de infecção pulmonar ou renal, a determinação do veterinário é obrigatória. Após o reconhecimento da infecção, o tratamento explícito é sugerido.

bafo cachorro pet.jpg 0001 pet 01

Consolando um pouco os proprietários, outra justificativa para o “bafo” do cão é a diferença de dentes, quando filhotes. Este é um ciclo fisiológico e acontece em algum lugar na faixa dos 4 a 6 meses de idade.

O “bafo” do seu pet é comum, quando menos extremo, considerando todas as coisas, os cães não escovam os dentes após cada refeição. Em qualquer caso, toda consideração é necessária quando eles apresentam odores com mais frequência e seriedade. Previna seu animal de futuras complexidades e lide com a limpeza oral consolidando as visitas normais ao veterinário.

Para uma limpeza rápida que pode ser feita no aconchego de sua casa, tirando o “bafo”que você não suporta mais, conheça o spray oral para cães e gatos que é sucesso de venda neste link aqui.

Acompanhe nosso blog as notícias sobre as novidades que chegam no mercado através da gente. Até mais 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *